Vinhos & tal

CHURRASCO COMBINA COM UVA TANNAT

09 Fevereiro 2018 07:00:00

Por Carlos Alberto Pereira

Ele chegou e anuncia que daqui a poucos dias o ano vai começar! Estou falando do Carnaval, pois todos nós sabemos que o ano e o Brasil só começam a funcionar depois da festa do Rei Momo.

Quem não é muito chegado a essa " muvuca" pagã já está com seus programas prontos: praia, rio, rancho, sítio, meditação, bom livro. Mas acredito que a maioria quer reunir a família e os amigos e "pilotar" uma potente churrasqueira!

Para aqueles que não sabem, vinho combina muito mais com uma boa carne grelhada do que a famosa cerveja. E melhor, ele amplia o prazer sensorial e nos convida a um bom bate-papo, mais rico e mais lúdico.

Para ajudar na escolha de um vinho para harmonizar com a carne assada e a gastronomia do feriadão, vão algumas dicas de uvas que são perfeitas para estas ocasiões!

Com certeza são as uvas Malbec e Tannat as mais indicadas. Mas hoje vou falar especialmente das uvas Tannat.

Vejamos: como seu próprio nome indica, a Tannat (conhecida também como Mandiram e Harriague) é uma uva com grande quantidade de taninos, sendo uma das castas com maior carga tânica de todo o mundo . Ela resulta em vinhos tintos duros que precisam de um bom tempo para amaciar. Embora nascida na região de Bordeaux, na França, ela foi levada por colonizadores bascos para a região do Uruguai, onde adaptou-se muito bem ao clima bem mais quente do que o do sudoeste francês, tornando-se a uva emblemática desse país. Hoje a sua produção ocupa 1/3 dos vinhedos do Uruguai - um volume duas vezes maior do que em sua terra natal , no sudoeste da França. Estudos médicos e científicos feitos por meio de pesquisas concluíram que a casta Tannat é rica em resveratrol, substância muito encontrada em vinhos tintos que é extremamente benéfica para a saúde, auxiliando na redução do mau colesterol e no combate ao câncer (já falei um pouco sobre isso aqui há pouco tempo). Por muito tempo a Tannat foi chamada de Harriague - homenagem a Pascual Harriague, que introduziu a cepa no Uruguai.

Além do Uruguai e outros países da América do Sul, o Brasil é, também, um produtor de tintos da uva Tannat, que dão vinhos bastante saborosos, bem mais macios e acessíveis, em uma grande variedade de estilos. Assim, no Brasil, como no Uruguai, existem exemplares de vinhos varietais da uva, mas podem ser encontrados blends com cortes típicos da região de Bordeaux, com as castas Cabernet Franc, Merlot e Cabernet Sauvignon, entre outras.

O que é Tanino?

O tanino é um fenol (fenol é uma função orgânica caracterizada por uma ou mais hidroxilas ligadas a um anel aromático) presente em caules, sementes e frutos verdes. Em termos de uvas, o tanino está presente principalmente nas cascas e nas sementes. Quanto mais grossa a casca da uva, mais tanino ela vai conter.

Um vinho muito tânico será sempre bem estruturado, complexo e adstringente. Dessa forma, é comum sentir uma sensação de "trava" na boca após consumir esse tipo de vinho.

Lembrando que o tanino pode também, ser fornecido por meio dos barris de carvalho. Dessa forma, o período de maturação do vinho pode influenciar no seu potencial tânico.

Sabores

Em função do clima sul-americano, esta uva ganha notas frutadas e aromáticas, o que agrada a um número maior de paladares. Já na França ela se apresenta de forma mais dura e rústica, às vezes com notas de especiarias, pimenta, tosta, chocolate, café e frutas negras, entre outras, mas que também encontra muitos adeptos.

Harmonização

 Os vinhos tintos elaborados com a casta Tannat são excelentes opções para serem degustados e apreciados em momentos gastronômicos, sendo uma ótima alternativa para acompanhar cortes de carne bem gordurosos, como a famosa e reverenciada Parrilla uruguaia, os nossos saborosos churrascos de final de semana , com carnes de caça e ainda com bife ancho, ou mesmo com uma bela picanha.

Os vinhos de uva Tannat são volumosos e pedem pratos que foram preparados com muitas especiarias e condimentos. É a regra básica da harmonização: sabores intensos pedem vinhos intensos.

Dica de vinho

Uma boa sugestão de vinho com uva Tannat é o uruguaio Alto De La Ballena, "Tannat Red Blend", safra 2015. É um corte, onde a uva Tannat entra com 65% da composição, Merlot com 30%, Cabernet Franc com 5% e Syrah com 5%. Este blend de uvas oriundas da região de Bordeaux, na França, traz a este vinho mais equilíbrio em adstringência e acidez, uma boa complexidade, notas bem frutadas e especiarias, deixando-o bastante gastronômico e transformando a rusticidade natural da Tannat num vinho mais elegante e fácil de degustar! Caso não encontre este vinho nos supermercados ou empórios da cidade, pode encontrá-lo na loja virtual www.winebrands.com.br, eu comprei lá e gostei muito!

Enfim, esta aí uma boa dica! Aproveite bem o Carnaval, e se for pular beba com moderação e use camisinha. O Rei Momo agradece e sua família mais ainda!



Imagens