UPAs oferecem orientação sobre DSTs e distribuem camisinhas nesta sexta

09 Fevereiro 2018 08:00:00

Foto: Reprodução

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Uberaba, serão pontos de distribuição de preservativos até esta sexta-freira (9). A iniciativa é do Programa Multidisciplinar de Atendimento Humanizado (Promah), criado pela Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba (Funepu), gestora das Unidades. O trabalho, que tem como objetivo apoiar a campanha de carnaval do Ministério da Saúde contra as DSTs/ Aids, é desenvolvido em parceria com a Centro de Testagem e Aconselhamento de Uberaba (CTA).

O médico Thiago Ferreira Borges , responsável pelo corpo clínico das UPAs, destaca que as unidades têm papel fundamental na campanha do Governo Federal, já que a circulação de pessoas tanto na UPA Parque do Mirante quanto na UPA São Benedito é muito grande, chegando a média 300 usuários por dia. Ele ressalta ainda que esse tipo de conscientização é muito importante, já que dados apresentados recentemente pelo Ministério da Saúde apontam que atualmente já são cerca de 830 mil pessoas portadoras do vírus HIV/Aids, no Brasil.

"Durante esses dias de carnaval, por conta da euforia e uso exagerado de bebidas alcoólicas, as pessoas acabam se esquecendo de usar o preservativo. Esse momento de descuido pode trazer consequências para o resto da vida", alerta.

A campanha dentro das Unidades de Pronto Atendimento acontecerá com o auxílio dos técnicos em Enfermagem, que abordarão os pacientes em espera para atendimento. Além dos preservativos masculinos e femininos, serão distribuídos informativos. O material poderá ser adquirido gratuitamente por qualquer pessoa, mesmo que não esteja em atendimento ou acompanhando pacientes nas UPAs, sendo que a entrega acontecerá exclusivamente das 7h às 17h.

Panorama - Atualmente, 830 mil pessoas vivem com HIV/Aids no Brasil e, destas, 548 mil estão em tratamento. De acordo com o Boletim Epidemiológico de HIV e Aids, divulgado no fim do ano passado, a epidemia no Brasil está estabilizada, com taxa de detecção de casos de Aids em torno de 18,5 casos a cada 100 mil habitantes. Isso representa 40,9 mil casos novos, em média, nos últimos cinco anos.


Imagens

Foto: Reprodução